Estilo de vida, genética e risco de câncer.

Exercício, alimentação saudável, não fumar ou beber estão relacionados com menor risco de câncer mesmo em pessoas com maior risco com base na composição genética.
Estilo de vida, genética e risco de câncer

De acordo com um estudo publicado na Cancer Research, um jornal da American Association for Cancer Research, um estilo de vida saudável está associado a uma menor chance de desenvolver câncer, mesmo em pessoas com alto risco genético.

O estudo levou em consideração fatores de estilo de vida, como abstinência de fumar e beber, baixo índice de massa corporal e exercícios, conforme relatado por participantes em um grande banco de dados no Reino Unido. O risco genético é calculado com base nas mudanças no DNA que influenciam o risco de câncer.

Entre os pacientes com alto risco genético, a incidência de câncer em cinco anos foi de 7,23% em homens e 5,77% em mulheres com estilo de vida desfavorável, que caiu para 5,51% em homens e 3,69% em mulheres com estilo de vida favorável. Tendências semelhantes foram observadas em todas as categorias de risco genético, sugerindo que os pacientes poderiam se beneficiar de um estilo de vida saudável, independentemente do risco genético.

O estudo também mostrou que 97% dos pacientes apresentavam alto risco genético (quintil superior) para pelo menos um tipo de câncer. Isso sugere que quase todos são suscetíveis a pelo menos um tipo de câncer, de acordo com o autor. Além disso, indica a importância da adesão a um estilo de vida saudável para todos.
Para determinar o risco genético, os pesquisadores utilizaram informações de genótipo de 202.842 homens e 239.659 mulheres do UK Biobank, uma coorte de participantes da população geral recrutados na Inglaterra, Escócia e País de Gales entre 2006 e 2009, e calcularam uma pontuação de risco poligênico de câncer (CPRS) para cada indivíduo com base em sua composição genética. Os pacientes com o mais alto quintil de CPRS eram quase duas vezes mais prováveis (para homens) e 1,6 vezes mais prováveis (para mulheres) de ter um diagnóstico de câncer em seu acompanhamento mais recente, em 2015 ou 2016.

Essas descobertas indicam que todos devem ter um estilo de vida saudável para diminuir o risco geral de câncer e isso é particularmente importante para indivíduos com alto risco genético de câncer.

 

Fonte: American Association for Cancer Research

Compartilhe
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Agendar consulta

Para solicitar uma consulta em nossa clínica é só utilizar o formulário abaixo.
Open chat